MCA Blog
Gestão de Talentos
Pessoas

Gestão de talento: como atrair e reter os melhores profissionais

31 Oct 2023 | 5min leitura

Planeamento estratégico a longo prazo

A gestão de talento engloba várias atividades e iniciativas de Recursos Humanos que se centram no desenvolvimento e na valorização das competências e capacidades dos colaboradores. No entanto, vai além das funções tradicionais de RH, como o recrutamento e a formação, e dá ênfase ao planeamento estratégico a longo prazo e ao desenvolvimento dos indivíduos.

Segundo o estudo Global Talent Trends, do Linkedin, os trabalhadores que mudam de posição internamente têm mais probabilidades de permanecer na sua organização durante mais tempo, comparativamente com aqueles que permanecem na mesma função. Ou seja, adoptar uma estratégia de gestão de talentos sólida que inclua um desenvolvimento de carreira robusto e mobilidade interna oferece valor a longo prazo, tanto para o empregador como para o empregado.

O que é a gestão de talentos? 

A gestão de talentos é o processo estratégico de atração, desenvolvimento e retenção de indivíduos talentosos. Envolve a identificação de indivíduos com as competências, conhecimentos e potencial adequados e a implementação de práticas e programas para maximizar o seu desempenho, crescimento e contribuição para a organização.

Principais Benefícios

A implementação de uma estratégia sólida de gestão de talento proporciona várias vantagens. Desde logo um melhor envolvimento e produtividade dos colaboradores, na media em que um sistema robusto de gestão de talentos irá potenciar a motivação e produtividade.

Ao promover o alto desempenho, implementando práticas eficazes de gestão de talento, as organizações criam um ambiente de trabalho que nutre e liberta todo o potencial dos seus funcionários, impulsionando a inovação e o sucesso.

A gestão das lideranças é outro aspeto importante, na medida em que a gestão de talento inclui o planeamento da sucessão e iniciativas de desenvolvimento da liderança, assegurando um forte pipeline de futuros líderes. Ao identificar e desenvolver colaboradores de alto potencial, as organizações podem preparaá-los internamente, reduzindo os custos de recrutamento externo e garantindo uma transição suave de talentos para funções-chave.

A gestão de talento é também uma oportunidade de inclusão e diversidade. Incorporar, de forma proativa, práticas inlcusivas na estratégia de gestão de talento ajudará a empresa a obter insights de funcionários com diferentes origens, opiniões e pontos de vista, o que irá enriquecer a cultura da organização na sua totalidade.

A gestão de talentos em todas as suas vertentes

Os exemplos que se seguem ilustram vários aspectos da gestão de talentos com o objetivo de atrair, desenvolver e reter os melhores talentos dentro de uma organização:

  • Recrutamento e Seleção – identificar e atrair os melhores talentos através da criação de talent pools, anúncios de emprego eficazes, seleção de candidatos e entrevistas, indo ao encontro dos candidatos ou profissionais que têm habilidades, experiência e qualificações específicas que são relevantes para determinada empresa ou setor.
  • Gestão do desempenho – definir expectativas de desempenho, efetuar avaliações regulares e fornecer feedback para ajudar os colaboradores a melhorar e a atingir o seu potencial máximo
  • Planeamento da sucessão – identificar colaboradores com elevado potencial e desenvolver planos para o seu crescimento futuro na organização, incluindo oportunidades de formação e desenvolvimento para os preparar para posições de liderança
  • Formação – fornecer vários programas de aprendizagem e desenvolvimento para melhorar as competências, conhecimentos e capacidades dos colaboradores, como workshops, seminários, programas de mentoria e cursos online
  • Desenvolvimento de carreiras – oferecer recursos e apoio para ajudar os colaboradores a percorrerem as suas carreiras na organização, incluindo a definição de objectivos, a criação de planos de desenvolvimento e a oferta de oportunidades de progressão
  • Análises e mapeamento de talentos – rever e avaliar periodicamente o talento dentro da organização, identificando lacunas de competências e necessidades de desenvolvimento e traçando estratégias para otimizar a distribuição de talentos
  • Envolvimento dos colaboradores implementar iniciativas para fomentar um ambiente de trabalho positivo, aumentar a motivação e a satisfação profissional dos colaboradores e promover um forte sentido de pertença e compromisso
  • Retenção de colaboradores– desenvolver e executar programas e políticas para reter os melhores talentos, tais como remuneração competitiva e pacotes de benefícios, iniciativas de equilíbrio entre vida pessoal e profissional e programas de reconhecimento e recompensa
  • Gestão do conhecimento – criar sistemas e processos para captar e partilhar conhecimentos e competências dentro da organização, assegurando que as informações valiosas são retidas e estão acessíveis aos funcionários.
  • Desenvolvimento de Lideranças – determinar e desenvolver futuros líderes através de programas de desenvolvimento de liderança direccionados, coaching e mentoring.

Em resumo, a gestão de talento é uma prática essencial para as empresas que pretendem manter-se competitivas e alcançar o sucesso. Ao investir nas pessoas, as organizações garantem que terão uma equipa motivada, qualificada e comprometida com os objetivos do negócio.

Para implementar uma gestão de talentos eficaz, é importante que as empresas tenham uma estratégia clara e alinhada com a cultura organizacional. Além disso, é necessário contar com ferramentas e processos adequados para identificar, atrair, desenvolver e reter os melhores talentos.

 

Image by pch.vector on Freepik

Este site utiliza cookies. Ao utilizar este site está a consentir a sua utilização de acordo com a nossa Política de Cookies .

Este website está registado em wpml.org como um website de desenvolvimento.